• Administrador

Caminhos do Vinho: Paraná


Com o objetivo de ajudá-los a descobrir novos horizontes e a explorar passeios encantadores da nossa região, daremos início a uma série de postagens sobre rotas do vinho na região sul do país.


Vamos começar pelo Estado do Paraná, mais especificamente pelo Caminho do Vinho e pelos Caminhos da Colônia Murici, localizados em São José dos Pinhais, município da Região metropolitana de Curitiba, acerca de 15 Km da Capital.


Ótima opção para quem aprecia um turismo rural, o Caminho do Vinho é repleto de histórias, cultura, belezas naturais, e é claro, muito vinho de qualidade.


Se o passeio for realizado nos finais de semana ou em feriados, uma ótima opção é Linha de Turismo, que é composta por um ônibus que atende exclusivamente a região. O passeio é guiado e dura aproximadamente 5 horas, possuindo 8 paradas, onde os visitantes podem conhecer algumas das vinícolas e cervejarias locais,.


Para realizar o passeio na Linha Turismo do Caminho do Vinho é necessário agendamento prévio e o embarque ocorre na Rua Mendes Leitão, ao lado da porta principal do Shopping São José, em São José dos Pinhais.


Durante os sábados e feriados o ônibus sai às 13:30 e retorna às 18:30, onde o passeio termina em um dos cafés coloniais da região. Aos domingos à saída ocorre às 11:15 e o retorno às 16:30, e ao invés de o passeio terminar em um dos cafés coloniais, ele começa com um almoço em um dos restaurantes da rota.


Além disso, o Caminho também pode ser feito de carro. Nesse caso não haverá um guia contando as histórias da região, e também não será possível entrar em algumas propriedades privadas, que só podem ser visitadas nos passeios guiados. Por isso, recomenda-se que o turista contrate um guia turístico local para auxiliar no passeio.


Caminho do Vinho.


O Caminho do Vinho começa pela Colônia Mergulhão, que é formada por pequenos agricultores rurais, e em sua maioria, descendentes de italianos.


No início as famílias produziam vinho para consumo próprio, mas com o passar dos anos essa prática foi sendo aperfeiçoada, e os vinhos passaram a ser comercializados em uma escala comercial.


Hoje em dia existem mais de 30 propriedades rurais na região, onde além dos vinhos de mesa, são produzidos sucos de uva, licores, salames, queijos, compotas, bolachas, entre outros.


Além das 9 vinícolas (Adega Bortolan, Cantina Della Mamma, Vinhos Don Gabriel, Vinhos Dom Roberto Perbiche e Museu, Vinhos Irmãos Juliatto, Vinhos do Italiano, Vinhos Laureanti, Vinícola e Salumeria Politano e Vinhos Vô Vito), também existem outros restaurantes, casas de café colonial, pesque-pague, uma pousada, chácaras de evento e lazer, loja de artesanato, entre outros empreendimentos.


Depois de passar pelo Portal, a sugestão é seguir para a Vinícola e Salumeria Politano, onde é possível conhecer um pouco mais sobre o processo de produção do vinho e realizar uma bela degustação de vinhos, queijos e salames locais.


Na região, são produzidos vinhos de mesa do tipo seco, suave e doce, todos de boa qualidade. É interessante observar que as uvas Bordo e Niágara, utilizadas para a fabricação dos vinhos, não são produzidas na região. Elas são trazidas do Rio Grande do Sul, onde as condições do solo e do clima são mais favoráveis.


O Caminho do Vinho não é composto por grandes plantações, onde há colheita da uva e outras atividades. O passeio é bem mais simples do que numa vinícola de grande porte, mas nem por isso deixa de ser encantador, pois possui cenários lindos, muita história, cultura e gastronomia local.


Durante o passeio, recomenda-se visitar a Vinícola Dom Roberto, onde existe um museu de antiguidades. Também vale a passagem pelas vinícolas Vô Vito, Adega Bortolan e Vinhos do Italiano, uma das mais bonitas da região.


Além de apreciar bons vinhos, é possível realizar a colheita de morangos, onde o turista pode entrar na horta para colher e comer o seu próprio morango.


As vinícolas abrem todos os dias, mas as outras propriedades costumam fazer um revezamento durante a semana. Se a idéia é conhecer todos os estabelecimentos da região, a visita deve ser realizada durante o final de semana.


Dica de restaurante

Uma ótima opção para o almoço é o restaurante Delícias do Sítio, que fica ao lado da vinícola Vô Vito. Lá existe um excelente buffet de comida caseira, diversos tipos de salada e sobremesas, incluindo sagu de vinho, doce típico da região. O cliente escolhe entre buffet por quilo ou em se servir a vontade por um valor fixo.


Caminhos da Colônia Murici


Ao lado dos Caminhos do Vinho, existem os Caminhos da Colônia Murici, que é uma colônia de descentes de poloneses. Pelo fato de ser bem maior e mais populosa que o Caminho do vinho, essa colônia ainda é menos organizada em relação ao turismo. Porém, lá existem alguns atrativos bem interessantes como pesque e pague, chácaras para lazer e eventos, cafés coloniais, vinícolas, restaurantes, casas de shows dentre outras opções.


A nossa dica é conhecer a Casa da Cultura Polonesa e a Igreja Matriz. A Casa da Cultura Polonesa Padre Karol Dworaczek está instalada num antigo colégio de freiras, e guarda diversos objetos da história da imigração polonesa como utensílios domésticos e agrários. Lá o turista encontra ambientes que reproduzem uma casa polonesa na época em que os imigrantes chegaram ao Brasil.


A Igreja Matriz, também conhecida como Sagrado Coração de Jesus possui uma fachada com poucos detalhes. Contudo, esconde uma arquitetura de rara beleza em seu interior, composta por belos arcos ogivais, afrescos e vitrais. No altar existe a imagem dos quatro apóstolos, além de imagens do Sagrado Coração de Jesus. Já no canto direito existe a imagem de uma santa polonesa que é homenageada por essa igreja.

Para encerrar o passeio, vale a pena uma passada na Kawiarnia, uma casa de café colonial onde existem mais de 70 opções de doces, salgados e bebidas, além de sopa na broa, carne de porco na panela de ferro, kutia e empadões. A casa funciona aos sábados das 13:00 às 20:00 e aos domingos e feriados das 11:30 às 20:00.


Informações Úteis

· Valor do ingresso na Linha Turismo: R$ 20,00

· Agendamento dos passeios: Gia Rosana no telefone ou WhatsApp (41) 99193-2708.

· O valor do ônibus deverá ser pago em dinheiro ao motorista no momento do embarque. Crianças menores de 5 anos não pagam.

O acompanhamento por um dos guias dura até 7 horas, e eles atendem a grupos em carros, vans, ônibus e micro ônibus.

Você também pode contratar o guia para ir no seu próprio carro. Os valores são a partir de R$ 100,00.

Valor estimado do café colonial: De R$ 32,00 a R$ 37,00 por pessoa.

Valor estimado do almoço nos restaurantes do Caminho do Vinho: R$ 40,00 a R$ 45,00 por pessoa


Para maiores informações sobre o Caminho do Vinho consulte o site www.caminhodovinho.tur.br


Fonte de pesquisa: https://www.odiariodeumaviajante.com.br/2018/12/30/caminho-do-vinho/

83 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo